PRÓXIMA PARTIDA

MAD X

17/01

16:00 h

Conselheiro Galvão

Carioca Série A - 2018

Patrocinadores:


15/03/2017 13:08

Madureira zera lesões musculares e aumenta intensidade com trabalhos físicos e uso de tecnologia

(Fotos: Ramon usando um dos sensores de frequência cardíaca; tablet mostrando em tempo real a frequência dos atletas; equipe de preparação física reunida. Da esquerda para a direita: Marlon Evangelista, Luiz Carlos Cerqueira, Everton Dutra e Leandro Passos)

Terceiro colocado na classificação geral do Campeonato Carioca e semifinalista da Taça Guanabara, o Madureira surpreendeu a muitos com sua grande campanha no primeiro turno do campeonato. Um dos pontos mais elogiados do Tricolor Suburbano pela imprensa esportiva foi a intensidade da equipe em campo. E essa qualidade do elenco não surgiu por acaso.

A equipe de preparação física, formada por Luiz Carlos Cerqueira (com experiência em três Copas do Mundo pela seleção da Arábia Saudita), Leandro Passos (já há nove anos no clube), Everton Dutra (responsável pela transição de atletas) e Marlon Evangelista (cuidando da fisiologia), é uma das responsáveis por esse bom desempenho do clube. Utilizando tecnologia de sensores de frequência cardíaca (os Polares H7), a equipe consegue medir o desgaste de cada atleta dentro de campo e fazer recomendações para os jogadores e restante da comissão técnica, diminuindo o risco de lesões e aumentando o grau de intensidade física da equipe. O fisiologista, Marlon Evangelista, falou um pouco sobre esse trabalho.

- Hoje o Madureira tem uma parte de fisiologia e houve um investimento por parte do presidente Elias Duba na compra de Polares H7 e iPads. Com essa tecnologia, nós conseguimos ver a intensidade de cada atleta em tempo real nos tablets e saber se eles estão sendo muito ou pouco utilizados, se a intensidade deles está alta ou baixa e se há um risco de lesão deles nos treinamentos e jogos. Com isso, podemos passar para toda a comissão técnica a disponibilidade desses atletas em relação à parte física.

Ao final de cada dia de treinamento, atletas e comissão técnica recebem os gráficos de rendimento dos jogadores por Whatsapp e por e-mail. Com isso, todos sabem como se desempenharam nos jogos e treinamentos e se precisam melhorar para as atividades seguintes. Já durante as partidas, os resultados são passados para o restante da comissão técnica no intervalo, ou, se houver alguma situação grave que possa acarretar em desfalque ou gol, no meio da partida.

Papel importante na vitória sobre o Boavista

O resultado desse trabalho pode passar despercebido para a maior parte dos torcedores, mas é fundamental para o trabalho da comissão técnica e foi importantíssimo em situações pontuais de muitas partidas, como na vitória por 1 a 0 contra o Boavista, pela terceira rodada da Taça Guanabara, em Saquarema.

- Contra o Boavista, percebemos que o Douglas Lima estava levando muito tempo para recuperar por estar com um índice de fadiga alto. Foi uma situação que ficou anormal dentro do jogo e automaticamente foi passado para o técnico PC Gusmão. Ele fez uma substituição rápida naquele setor, onde o Boavista estava começando a explorar, e neutralizou aquela situação de perigo – contou Marlon.

Depois de uma grande campanha na Taça Guanabara, o Madureira, sem lesões musculares e mantendo a alta intensidade, espera continuar arrancando elogios dos analistas esportivos para buscar o Tricampeonato da Taça Rio (o clube foi campeão do torneio em 2006 e 2015) e o título inédito do Campeonato Carioca.

Texto: André Soares/Madureira EC



Comentários nesta notícia

MAIS NOTÍCIAS

09-11-2017

Madureira é campeão Carioca Sub-19 de Futsal

Foto: Emerson Pereira/FFSERJ Emoção...

06-11-2017

Léo Lima acerta com o Madureira e reviverá dupla com atacante Souza no clube

Léo Lima está de volta ao Madureira. Grande...

01-11-2017

Madureira reforça corpo médico para a temporada 2018

Da esquerda para a direita: Rogério Alves, Dr....

VER TODAS AS NOTÍCIAS

MADUREIRA TV

Desenvolvido por: