PRÓXIMA PARTIDA

MAD X

17/01

16:00 h

Conselheiro Galvão

Carioca Série A - 2018

Patrocinadores:


História

FUNDAÇÃO

 

 A história do Madureira Esporte Clube sempre esteve ligada ao comércio local. Foi no ano de 1932 que os comerciantes Elísio Alves Ferreira, Manoel Lopes da Silva, Manuel Augusto Maia e Joaquim Braia, entre outros, lideraram um movimento no sentido de ser fundado um grande clube em Madureira. O grupo entrou em contato com Uassir do Amaral, então presidente do Fidalgo Madureira Atlético Clube. Na época, pensou-se ainda na fusão com o Magno Futebol Clube, o que, de início, foi reprovado pelos sócios.

Após várias Assembléias, em 16 de fevereiro de 1933 ficou considerado fundado o Madureira Atlético Clube, com a data de 08 de agosto de 1914, que era do Fidalgo. O novo clube passou a adotar em seu emblema e nos uniformes a cor azul do Magno e a roxa do Fidalgo. Em 1939, o Madureira disputou o Campeonato pela Federação Metropolitana de Futebol, sagrando-se campeão no quadro de amadores e campeão nos profissionais do Torneio Início.

Com o objetivo de dinamizar, ampliar e engrandecer atividade esportiva do clube, no dia 12 de outubro 1971 foi criado o Madureira Esporte Clube, resultado da fusão feita com o Madureira Atlético Clube, Madureira Tênis Clube e Imperial Basquete Clube. A data de fundação, no entanto, prevaleceu a de 08 de agosto de 1914, para efeito nas Federações.

As cores do clube e seu escudo oficial ficaram semelhante ao do Madureira Atlético Clube. O azul, o amarelo e o grená passaram a formar a bandeira do no time, que passou a ser conhecido como Tricolor Suburbano.

 

FATOS MARCANTES

 

Em 1936, o time do Madureira foi vice-campeão estadual pela primeira vez. Até o ano de 2011, é o oitavo clube com mais participações no Campeonato Carioca, 65 no total.

recorde brasileiro de permanência de um clube no exterior pertence ao Madureira, quando realizou 36 jogos em 144 dias no ano de 1961. O elenco viajou pela Europa, Ásia e Estados Unidos, obtendo 23 vitórias, 3 empates e 10 derrotas. Marcou 107 gols – média de quase 3 gols por partida. Foi o primeiro clube de futebol brasileiro a visitar o Japão e Hong Kong, nesta excursão.

 

Dois anos depois, foi a vez do clube viajar pelas Américas. Os amistosos, negociados por José da Gama Correia da Silva, o Zé da Gama, português que presidiu o Madureira no biênio 1959/60 e atuava como empresário de futebol, começaram na Colômbia, seguiram-se na Costa Rica, passando por El Salvador e México. Em Cuba, o Madureira fez um total de cinco jogos, vencendo todos: Industriales (campeão local, 5 a 2), Municipalidad de Morrón, da Província de Camaguey (6 a 1), um combinado universitário (11 a 1) e uma seleção de Havana (vitórias por 1 a 0 e 3 a 2). A segunda, no dia 18 de maio, foi presenciada por Che Guevara (no centro da foto), na época ministro da Indústria.

Em 2006, o Madureira, comandado por Alfredo Sampaio, sagrou-se vice-campeão carioca da 1º Divisão de profissionais, tendo conquistado ainda nesse campeonato, a Taça Rio, segundo Turno do Campeonato Carioca.

O dia 16 de outubro de 2010 entrou para a história do Madureira: pela primeira vez o Tricolor Suburbano conseguiu um acesso num Campeonato Brasileiro. Comandada pelo técnico Antônio Carlos Roy e recheada de jogadores formados em casa, a equipe derrotou o Operário-PR no Estádio Aniceto Moscoso por 6-2 (já havia vencido o primeiro confronto por 4-2), em partida válida pelas quartas-de-finais da Série D do mesmo ano. Com isso, o Madureira passou para as semifinais e obteve, automaticamente, a vaga para disputar a Série C de 2011. Como o América-AM, que eliminou o Madureira nas semifinais, foi penalizado pela CBF por ter escalado um jogador irregularmente, o Tricolor Suburbano herdou o segundo lugar na competição. O vice-campeonato brasileiro da Série D  se tornou o maior feito do clube em competições nacionais.

 

CELEIRO DE CRAQUES

 

A vocação do Madureira sempre foi a de um clube revelador de talentos. Frequentemente consegue bons resultados nas categorias de base, como no ano de 1974, quando sagrou-se campeão carioca de juniores, em 1998 de juvenis e em 1997 e 2000 de infantis. Já revelou jogadores como Waldo Machado, Evaristo de Macedo, Jair Rosa Pinto, Lelé, Isaías (os três na foto sendo apresentados como o Vasco de 1941, conhecido como Espresso da Vitória), Marcelinho Carioca, Iranildo, Souza e Léo Lima.

Também passou pelo clube o jogador Derlei, que mais tarde viria a ser campeão da UEFA Champions League e Mundial de Clubes pelo FC Porto.

 

JOGOS INESQUECÍVEIS

 

Atlético-MG 1 x 2 Madureira
Data: 26/05/1940
Local: Estádio Antônio Carlos, em Belo Horizonte-MG
Competição: Amistoso Interestadual
Gols: Mário de Castro (ATL) e Isaias e Lelé (MAD)
MADUREIRA: Alfredo; Ernesto e Tuíca; Otacílio, Jair da Rosa Pinto e Alcides; Jorge, Lelé, Isaías, Valentim e Dentinho.

Madureira 4 x 2 Fluminense - inauguração do estádio Aniceto Moscoso
Data: 15/06/1941
Local: Estádio Aniceto Moscoso, em Madureira-RJ
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Oseas, Rongo, Isaías (2), Jorginho e Isaías (MAD) e Rongo (2) (FLU)
MADUREIRA: Alfredo, Benedicto e Ápio; Octacílio, Jair e Alcides; Jorginho, Lelé, Isaías, Jair Rosa Pinto e Oseas.

Vasco da Gama 1 X 3 Madureira
Data : 03/08/1958
Competição: Campeonato Carioca
Local: Estádio Mourão Filho (na Rua Bariri), em Olaria-RJ
Gols : Sabará (VAS) e Bira, Zé Henrique e Osvaldo (MAD)
MADUREIRA: Eli, Zezinho, Navarro, Salvador, Frazão, Apel, Nelsinho, Bira, Zé Henrique, Édson e Osvaldo

Vasco da Gama 1 X 2 Madureira
Data : 21/01/2001
Competição: Campeonato Estadual
Local : Estádio São Januário, em Vasco da Gama-RJ
Gols : Pedrinho (VAS) e Valdeir e Edílson (MAD)
MADUREIRA: Gabriel, Germano, Paulo César, Wilson, Edinho, Humberto, Cadu (Cristiano), Gilmar (Edílson), Édson Souza, Valdeir, Luiz Renato (Adriano). Técnico: Renato Gaúcho.

Madureira 1 x 0 Americano
Data: 29/3/2006
Competição: Final da Taça Rio
Local: Estádio Maracanã (RJ)
Gol: Maicon
MADUREIRA: Renan, Marcos Vinícius, Odvan, Paulo César e Paulo Roberto; Roberto Lopes, Djair (Paulinho), Maicon (Tiago Costa) e Marquinhos; Fábio Júnior e André Lima. Técnico: Alfredo Sampaio.

Madureira 4 x 1 Flamengo
Data: 17/2/2007
Competição: Taça Guanabara
Local: Estádio Moça Bonita (RJ)
Gols: Marcelo (4) (MAD) e Renato Abreu (FLA)
MADUREIRA: Everton, Wagner, Odvan, Léo Fortunado e Amarildo (Marcílio), André Paulino, Djair (Neto), Maicon (Osmar) e Zé Augusto; Marcelo e Valdir Papel. Técnico: Alfredo Sampaio.

Madureira 6 x 2 Operário-PR
Data: 16/10/2010
Competição: Quartas-de-final do Campeonato Brasileiro Série D
Local: Estádio Aniceto Moscoso (RJ)
Gols: Maciel (2), Hiroshi (2), Rodrigo e Pessanha (MAD) e Péricles e Baiano (OPE)
MADUREIRA: Jefferson, Valdir, Pessanha, Douglas Assis e Baiano; Vinicius (Caio Cezar), Victor Silva, Alex (Serguinho) e Rodrigo; Maciel e Hiroshi (Obina). Técnico: Antônio Carlos Roy.

Jogadores comemoram o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro

MAIS NOTÍCIAS

09-11-2017

Madureira é campeão Carioca Sub-19 de Futsal

Foto: Emerson Pereira/FFSERJ Emoção...

08-11-2017

Madureira inicia pré-temporada para 2018 com novidades no elenco

Júlio César e Léo Lima não...

07-11-2017

Confira os atletas do Madureira que retornam de empréstimo

Assim como em 2017, o Madureira estará em São...

VER TODAS AS NOTÍCIAS

MADUREIRA TV

Desenvolvido por: